31 de outubro de 2008

salvo!


Fui Salvo! Estas criancinhas de mãos quentes e fofas, que não param de me agarrar e mostrar a outros humanos maiores salvaram-me dos dentes de um monstro cabeludo e de dentes afiados.

Não descobrimos a espécie exacta mas sabemos que é um sapo porque as membranas inter-digitais praticamente não existem e tem a pele rugosa.
Parece que os sapos são anfíbios da ordem Anura. A maior parte deles só precisa de agua para a postura dos ovos, mas nem todos precisam de grandes lagos, muitos podem fazê-lo em poças temporárias ou em folhas que mantém a agua.
Uma das razões para saírem de noite (para além de evitarem cães com dentes afiados) tem a ver com o facto de precisarem de ter sempre a pele húmida para que possam respirar cutâneamente, é que os pulmões deles não são lá muito eficientes...

Agora já sabemos mais dados sobre este sapo:
Para mais informações vejam nos comentários a contribuição esclarecedora...
Obrigada Pequete!!

5 comentários:

Pequete disse...

É um sapo-corredor (conhecido pelo nome científico de Bufo calamita). O nome deve-se à particularidade que tem de se deslocar por pequenas corridas, ao contrário dos saltinhos característicos da maioria dos outros anuros.
Belas fotos!

quita disse...

Igualzinho ao sapo da história do Princípe Sapo que a minha mãe me contava... (a mesma autora da história dos caracois)!

Pipocas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pipocas disse...

Obrigada, adoro esta troca de informações. Espero que as restantes estejam correctas, as minhas fontes não foram lá muito fidedignas.
As pequenas corridas explicam porque tem dificuldade em fugir do cão, os saltos normalmente desconcertam-no e acaba por desistir.

Tixa disse...

E deve ser bom pô-lo num sítio quentinho, à altura do tórax!